Energia solar fotovoltaica: entenda o que é, como funciona e os seus benefícios

Em tempos em que a palavra sustentabilidade ganha cada vez mais destaque no vocabulário de governos, empresas e da sociedade em geral, falar em geração de energia é essencial, estando sempre no centro do debate. 

O mundo busca formas de produzir eletricidade que não causem tanto desgaste no meio ambiente e as pessoas também enxergam nas novas tecnologias formas de economizar dinheiro e ganhar autonomia. Nesse contexto, a energia solar aparece como grande alternativa. 

As hidrelétricas, apesar de utilizarem uma fonte renovável e serem consideradas limpas, causam um impacto muito grande no meio ambiente e na sociedade. Elas exigem desmatamento de grandes áreas, inundações e provocam uma mudança drástica na vida de muitas pessoas. 

simulador de energia solar

Por outro lado, a energia solar gera um impacto muito menor por onde passa, sendo uma fonte renovável com pouca interferência no meio ambiente e muitos benefícios para quem utiliza, tanto em empresas quanto em residências. Vamos, então, entender melhor como funciona essa importante fonte energética. 

O que é energia solar? 

De forma simples, a energia solar é aquela proveniente da luz e do calor do sol. Por meio de diferentes tecnologias, ela pode ser aproveitada para gerar eletricidade e também como forma de aquecimento, tanto de fluidos como de ambientes. Essa transformação é feita a partir de equipamentos que captam a radiação solar. 

potencial da energia solar é enorme, pois, em primeiro lugar, se trata de uma fonte inesgotável. E depois, não há a necessidade de dias ensolarados para a geração dessa energia, uma vez que a radiação solar é aproveitada no processo. 

Além disso, já existe tecnologia capaz de armazenar a eletricidade gerada a partir da energia solar. Ou seja, quando anoitece e a fonte é interrompida, é possível continuar aproveitando os benefícios desse recurso. Mas agora, vamos entender melhor as formas de aproveitamento da radiação solar, que pode ser no modelo térmico ou fotovoltaico. 

Energia solar térmica 

A geração de energia solar térmica é feita por meio de coletores ou concentradores, equipamentos que captam o calor vindo da radiação solar e o transferem para fluídos ou utiliza para a geração de vapor capaz de produzir eletricidade. 

O uso mais comum da energia solar térmica é o residencial, no aquecimento da água para o banho, por exemplo. Mas há também a utilização em processos industriais que exigem altas temperaturas ou em hospitais e hotéis. Esse modelo tem, portanto, uma especificidade mais pontual

Como   funciona   a   energia   solar   térmica
Como funciona a energia solar térmica

Energia solar fotovoltaica 

É a forma de transformar a radiação solar diretamente em eletricidade. Isso acontece a partir de células fotovoltaicas, quando a luz solar, através de seus fótons, é absorvida pela célula fotovoltaica

A energia dos fótons é transferida para os elétrons para poderem movimentar-se, gerando a corrente elétrica. As células fotovoltaicas são dispostas de diversas formas, a mais utilizada é através de painéis ou módulos solares que possuem o silício como material absorvente dessas células.

Como   funciona   a   energia   solar   fotovoltaica
Como funciona a energia solar fotovoltaica

Formas de uso da energia solar 

A energia solar pode ser produzida de duas principais formas: em usinas ou diretamente em casascondomínios e empresas. Entenda melhor como isso funciona. 

Usinas de energia solar e geração centralizada 

Atualmente, a maior parte da energia solar produzida no Brasil vem das usinas, que são grandes empreendimentos geradores de eletricidade, similares a hidrelétricas ou parques eólicos

Formas   de   uso   da   energia   solar
Formas de uso da energia solar

Essas usinas possuem milhares de placas fotovoltaicas e são responsáveis pela produção em grande escala, destinadas a ajudar no atendimento à gestão centralizada, ou seja, à demanda por energia elétrica no país. Por isso, elas são contratadas por meio de leilões organizadas pelos órgãos públicos federais

Geração distribuída 

geração distribuída, criada em 2012 pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), é o formato que permite às pessoas produzirem sua própria energia elétrica, abastecendo casas, condomínios e empresas, além de contribuírem com o sistema elétrico. Isso é feito a partir de micro e minigeradores de energia elétrica. 

Na energia solar, a eletricidade é gerada pelas placas solares, criando um sistema que é ligado diretamente à rede da distribuidora que detém a concessão nas respectivas regiões. Então, quando a geração é maior que o consumo, o excedente é compartilhado com a rede.  

Dessa forma, em momentos em que o sistema residencial não gerar eletricidade suficiente, é possível consumir a energia fornecida pela distribuidora. A conta de luz passa a ser a diferença entre a geração e o consumo. Se o saldo for positivo, a pessoa ou a empresa ganha créditos que podem usados na própria casa ou em outros imóveis. 

Formas de geração distribuída 

Os formatos de geração distribuída foram aperfeiçoados ao longo dos anos, abrindo possibilidades cada vez mais atrativas para as pessoas que desejam produzir a própria eletricidade ou se beneficiar dos créditos energéticos. Em 2015, a Aneel publicou a resolução 687, em que abria novas possibilidades dentro desse formato, dando ainda mais autonomia para os consumidores. 

Casas e condomínios 

Além da geração em casas e empresas, passou a ser possível produzir eletricidade também em condomínios. A resolução fala em empreendimentos com múltiplas unidades consumidoras, caracterizados pela utilização da energia elétrica de forma independente, e afirma que, além dos apartamentos, as instalações para atendimento das áreas de uso comum constituem uma unidade distinta

Nos condomínios, a energia solar pode ser utilizada de duas formas. A primeira ajuda no abastecimento das áreas comuns do prédio, como elevador, lâmpadas e outras fontes de consumo. A segunda é completa, com a eletricidade sendo distribuída para todos os apartamentos

Como   é  feito   o   uso   de   energia   solar   em   casas   e   condomínios
Como   é  feito   o   uso   de   energia   solar   em   casas   e   condomínios

distribuição dos créditos é feita de comum acordo, com os moradores decidindo em conjunto quais serão os percentuais compensados em cada fatura. Essa decisão é repassada para a distribuidora depois que o acordo for feito. 

Nos casos em que o abastecimento é feito apenas nas áreas comuns, o abatimento é feito antes do rateio da conta de energia, proporcionando uma redução no valor da fatura do condomínio

Condomínio solar ou geração compartilhada 

Outra possibilidade é a geração compartilhada. Com ela, um grupo de consumidores pode investir na microgeração ou minigeração de energia solar e repartir entre si os créditos provenientes da geração de eletricidade. Para isso, precisam se reunir em cooperativas ou consórcios e instalar os equipamentos em único local

Autoconsumo remoto 

Com esse formato, os créditos gerados em uma unidade consumidora podem ser compensados em outras unidades que estejam registradas dentro de um mesmo CPF ou CNPJ.  

Números da energia solar no país 

Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar), o Brasil tem 2,4 gigawatts de capacidade de energia solar instalada por meio de usinas solares. Trata-se do volume que o país poderia produzir se todos os empreendimentos estivessem em funcionamento

Em relação à potência instalada, o Brasil tem 3.103 megawatts de potência de energia solar instalada, o que representa 1,2% da matriz elétrica brasileira. Desse total, 1.000 megawatts são de geração distribuída e 2.103 partem da geração centralizada

Atualmente, ainda segundo a Absolar, existem 93,5 mil sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede, somando 117,3 mil consumidores recebendo créditos de energia via geração local, autoconsumo, geração condominial e geração compartilhada. De tudo isso, 99,7% são de energia fotovoltaica

Instalação 

A instalação em casas e condomínios é mais simples que parece. O primeiro passo é fazer uma simulação para entender qual o melhor sistema para o seu perfil de consumo e quanto você poderá economizar com energia renovável. 

VEJA AQUI: 

PASSO A PASSO COMPLETO PARA INSTALAR UM SISTEMA DE ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA NA SUA CASA OU CONDOMÍNIO 

Como   instalar   um   sistema   de   energia   solar

A etapa seguinte consiste em escolher o local onde as placas serão instaladas. Geralmente, é o telhado, tanto em casa quanto em condomínios e empresas, mas essa não chega a ser uma regra. 

Feito isso, é o momento de pedir à concessionária a troca do relógio medidor. Depois desse procedimento, o consumidor está apto a lançar a energia na rede e começar a utilizar os créditos

Benefícios da energia solar 

Quando falamos em geração distribuída, fica clara a vantagem econômica que os consumidores podem ter ao produzir a própria energia elétrica

No fim do mês, há a possibilidade de ter que pagar apenas as taxas obrigatórias das distribuidoras, ou seja, uma economia de praticamente 100%. Além disso, o consumidor deixa de ficar tão vulnerável aos aumentos nas contas. 

Mas, além dessa, existem outras vantagens. Uma delas é a segurança em relação ao abastecimento. Os consumidores que possuem esse sistema de geração passam a correr menos riscos em momentos em que a rede da concessionária falha e deixa de fornecer energia. 

O contrário também vale. Caso a produção solar fique abaixo do consumo demandado, o suprimento é feito de forma automática a partir da rede da distribuidora de eletricidade. Ou seja, os riscos de falta de energia são muito menores. 

Como   funciona   a   energia   excedente
Como   funciona   a   energia   excedente

Para empresas e organizações corporativas ou rurais em que a falta de energia elétrica causaria perdas na produção, a energia fotovoltaica pode ser uma ótima solução, visto que ela é autossuficiente e mais segura em termos de abastecimento. 

A energia solar também deve ser considerada como um investimento. O retorno do valor investido acontece entre dois a cinco anos, sendo um formato melhor que poupança e CDI

No caso de condomínios e até mesmo casas, há um fator muito importante a ser considerado, que é a valorização do imóvel. Em primeiro lugar, isso acontece justamente pelo fator de existir ali a própria produção de eletricidade e todos benefícios que estão embutidos. 

Em segundo lugar, com a economia de dinheiro, as pessoas podem fazer investimentos nos imóveis, como pintura, jardinagem e até mesmo segurança do espaço. 

Sustentabilidade é outro fator primordial na escolha pela geração de energia solar. Isso porque essa tecnologia ajuda a poupar recursos do meio ambiente, por se tratar de uma fonte limpaabundante e inesgotável

Futuro da energia solar no Brasil 

futuro da energia solar no Brasil é altamente promissor. A expectativa, de acordo com estimativas da Absolar, é de crescimento considerável. E em grande parte isso está ligado à geração distribuída1, pois há um número cada vez maior de pessoas aderindo a essa fonte de eletricidade, até pelas possibilidades oferecidas, como a geração compartilhada.  

E isso está embasado em números. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência em 2018, 9 em cada 10 brasileiros querem gerar energia renovável em casa. Levantamentos realizados pelo Ibope Inteligência, em 2018 e 2017, pelo Datafolha, em 2016, e pelo DataSenado, em 2015, mostram que a fonte solar fotovoltaica conta com amplo apoio de mais de 85% da população brasileira

Gráfico   que   representa   as   unidades   que   consomem   da   energia   solar   fotovoltica
Gráfico que representa as unidades que consomem da energia solar fotovoltica

O uso em empresas também cresce. Segundo uma pesquisa citada pela Absolar, que ouviu representantes de 1,5 mil empresas41,2% delas trabalham com energia solar fotovoltaica há menos de um ano27,1% de um a dois anos19,5% de dois a três anos; e apenas 12,3% atuam há mais de quatro anos. Ainda de acordo com o estudo, 6% das empresas ultrapassaram a marca de 50 sistemas instalados e 57,9% instalaram de 10 a 50 sistemas

A energia solar possui inúmeras vantagens e isso é inegável. Para entender melhor como funciona essa tecnologia, continue acessando nosso blog. Publicaremos constantemente materiais sobre o assunto. Se ficar com alguma dúvida, entre em contato com a gente.