Energia solar para condomínios: como funciona e as vantagens

Com a oportunidade dada para que as pessoas possam produzir própria energia, muitas possibilidades surgiram, entre elas a geração em residências. Mas há outra alternativa que vem crescendo consideravelmente, que é a energia solar para condomínios, algo com grande potencial lucrativo para os empreendimentos. 

A geração de energia solar em condomínios foi regulamentada pela resolução 687, de 2015, da Aneel. O texto cita empreendimentos com múltiplas unidades consumidoras, caracterizados pela utilização da energia elétrica de forma independente, e afirma que, além dos apartamentos, as instalações para atendimento das áreas de uso comum constituem uma unidade distinta. 

Como funciona as placas de energia solar nos condomínios
Como funciona as placas de energia solar nos condomínios

produção e a contabilidade da energia são parecidas com o que acontece em uma residência. É instalada dentro da propriedade – geralmente no telhado – uma placa que captura a radiação solar e a transforma diretamente em eletricidade, utilizando para isso células fotovoltaicas geralmente produzidas com silício. 

Nos condomínios, a energia solar pode ser utilizada de duas formas. A primeira ajuda no abastecimento das áreas comuns do prédio, como como elevador, lâmpadas e outras fontes de consumo. A segunda é completa, com a eletricidade indo para todos os apartamentos

O sistema do condomínio é ligado diretamente à rede da concessionária responsável pela distribuição da energia. Tudo o que é produzido é utilizado para alimentar as unidades consumidoras. Em momentos em que essa geração não é suficiente, o condomínio utiliza eletricidade da rede.  

VEJA TAMBÉM: 

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA

Por outro lado, quando sobra energia produzida pelas placas solares, o excedente é lançado à rede, o que gera créditos que são compensados na fatura. Em outras palavras, é como se essa energia fosse vendida para a distribuidora, com o pagamento sendo feito por meio de desconto na conta no fim do mês. 

Em uma casa, os créditos ficam com essa própria residência. Em um condomínio, isso é feito de comum acordo, com os moradores decidindo em conjunto quais serão os percentuais compensados em cada fatura. Essa decisão é repassada para a distribuidora depois que o acordo for feito. 

Nos casos em que o abastecimento é feito apenas nas áreas comuns, o abatimento é feito antes do rateio da conta de energia, proporcionando uma redução no valor da fatura do condomínio. 

Vantagens da energia solar para os condomínios 

Como vimos anteriormente, a energia solar apresenta algumas importantes vantagens para os condomínios. Uma delas, a mais evidente, é a economia, que pode vir tanto na conta do condomínio quanto na fatura de energia no fim do mês. Mas existem outros benefícios significativos. 

Valorização do imóvel 

Um benefício para todos os moradores do condomínio é a valorização. Em um primeiro momento, isso acontece por conta do fato de existir um sistema de energia solar instalado e a certeza para futuros moradores de que eles terão uma economia na conta de luz e mesmo na fatura do condomínio. Isso por si só já valoriza o empreendimento. 

Simulador de energia solar

O outro benefício é decorrente da economia. Gastando menos com energia nas áreas comuns, é possível que os moradores invistam mais dinheiro em melhorias no imóvel, como pintura, sistema de segurança mais robusto, jardinagem e tantas outras possibilidades. 

Segurança energética 

Com um sistema solar fotovoltaico, os moradores deixam de depender de uma única fonte de eletricidade, tendo mais garantias de que continuarão tendo as áreas comuns e os apartamentos abastecidos em casa de queda na rede da distribuidora. 

Sustentabilidade 

Esse não é um benefício palpável economicamente, mas é um investimento também no futuro do planeta e uma contribuição para as próximas gerações. 

Bom, você viu aqui que um sistema de energia solar para condomínios é viável e tem potencial lucrativo para os moradores. Então, que tal começar a pensar agora mesmo nessa possibilidade? Para entender melhor sobre o assunto, acesse outros conteúdos do nosso blog. 

O que você precisa saber para instalar um sistema de energia solar fotovoltaico
O que você precisa saber para instalar um sistema de energia solar fotovoltaico